INICIATIVA

A Prática Sinistra em qualquer vertente que se manifeste, exige do adepto iniciativa, sem esta qualidade é impossível que se prossiga pela via obscura, poderíamos citar aqui inúmeras outras qualidades,  mas nesta postagem vamos focar nesta que talvez seja a qualidade principal e inicial por quem começou a trilhar o caminho da Serpente Antiga.

Iniciativa é a primeira indicação de que o Espírito iniciou seu despertar. De alguma forma e em qualquer época da vida em que o ser humano esteja, como um choque de adrenalina que a princípio não se compreende muito bem, a iniciativa rompe o estado letárgico em que o ser humano se encontrava, e ele começa a impor a sua vontade em situações que normalmente seguiria com o rebanho dos adormecidos.

O Espírito preso neste ser humano começa ainda que de forma tímida e desajeitada a se manifestar, geralmente com rompantes de negação em seguir o condicionamento em que estava. Outra indicação desta iniciativa é que o ser humano passa a se tornar mais criativo tanto em apresentar habilidades artísticas, quanto em dar soluções inusitadas e eficazes para problemas de seu cotidiano.

Obviamente o sistema vigente observa estes indivíduos que começam a sair do seu rebanho e inicia a coerção que pode ser de forma sútil, como rótulos sociais, fases mentais ou até uma doença mental de modo que a pressão do rebanho entorpeça novamente o Espírito, de formas indiretas procurando direcionar para o sistema a iniciativa do indivíduo de tal forma que por estar o Espírito ainda nos estágios iniciais do despertar ele não perceba que está sendo coagido a retornar ao rebanho ou de forma direta perseguindo e até eliminando o indivíduo.

Seja como for que se manifeste, a iniciativa é sempre um indicador de despertar Espiritual e quanto mais rapidamente o Espírito consegue focar a atenção nesta energia nova, o torpor inicial desaparece e o Espírito começa a saber o que fazer, fortalecendo e  direcionando esta iniciativa para liberar-se de suas amarras.

Por nossa experiência e também observação podemos escrever que a busca do autoconhecimento, o auto aperfeiçoamento e o questionamento do status quo são as primeiras quebras de paradigma que o Espírito empreende esforços. Como escrevemos mais no início, com a energia da iniciativa surgem habilidades criativas até então imanifestas, a senciencia começa a aflorar e como a chuva corre para o rio que deságua no mar, o Espírito Acausal adentra ao fluxo do Grande Verde Venenoso até conseguir mergulhar no Oceano do Caos Eterno, tornando-se ele mesmo Serpente.

Para encerrar esta postagem, podemos afirmar que o praticante de qualquer vertente do caminho canhoto que não desenvolve iniciativa esta apenas cultivando fantasia.

Se o medo te domina e paralisa, se você se sente bem somente rodeado por outras pessoas, se não busca o autoconhecimento e a autossuficiênciancia, se o domínio de si mesmo é algo estranho , se não gosta de assumir riscos e fundamentalmente se você não coloca em prática aquilo que aprende ou não desenvolve uma prática própria, esqueça da Prática Sinistra!

Veneficus Malus – TEMPLO QUIMBANDA CEIFADORES

BRUXARIA VERSUS FEITIÇARIA

No TEMPLO QUIMBANDA CEIFADORES desenvolvemos a nossa ritualística com o objetivo de libertar nossos Espíritos despertos e dentro desta ritualística que convencionamos chamar de Bruxaria, também praticamos a feitiçaria. Há uma distinção que para nós é clara e vamos abordar de forma breve nesta postagem.

FEITIÇARIA

A feitiçaria é a arte do feiticeiro ou feiticeira, dizemos arte pois a feitiçaria envolve desenvolver alguma forma de artesanato produzido para atingir um objetivo por meio da veiculação energética do praticante que fez a arte.
Bonecos, velas artesanais, sabonetes, guirlandas e saches de ervas, pós, banhos de todas as espécies, desenhos, pinturas, esculturas, canções, rezas e um sem fim de artesanatos produzidos pela criatividade do praticante e imantados com sua energia no intento de atingir qualquer objetivo pela atuação desta energia. A arte da feitiçaria envolve o conhecimento de ervas, minerais, propriedades de certos animais ou parte deles, a manipulação destes materiais para a produção de cura ou veneno, de rezas e ritmos musicais para facilitar o transe e desprender ou imantar e enviar a energia para o objetivo alvo.
Muitos dos objetivos da feitiçaria que é realizada, são atingidos somente pela atuação direta do praticante, por exemplo, a utilização de pós em locais e pessoas, comidas oferecidas e etc.. e com isso uma “aura mística” se constrói em torno daquele artesanato produzido quando se concretiza o que se intentou com a feitiçaria.

Feitiçaria também envolve a evocação de entidades e ou forças espirituais que o praticante julga ter sob seu controle ou que pode por meio de oferendas diversas controlar ou obter seu auxílio e ter seus objetivos conquistados.

Este tipo de feitiçaria é em 100% das vezes o poder de veicular a energia do próprio praticante, isto quando além do artesanato produzido o objetivo a ser conquistado deve ter o envolvimento do praticante, isto se o praticante tem a habilidade e os meios de fazê-lo, por exemplo os envenenamentos, acidentes e outros.
Com certeza ao evocar entidades e ou forças espirituais ou o que quer que seja, fortalece a vontade e crença e facilita o deslocamento da energia do praticante para atingir seu objetivo e cria nele a disposição favorável quando necessário que ele mesmo execute, tendo a firme crença em alguma proteção e mentoria externa. A própria evocação destas entidades e ou forças espirituais exige que o feiticeiro ou feiticeira produza alguma forma de artesanato que neste contexto também entram as ofertas de comida, sendo estas ofertas cuidadosamente feitas com ingredientes escolhidos pelo conhecimento do feiticeiro ou feiticeira e produzidas seguindo uma ritualística.
A feitiçaria pode e é utilizada para as mais diversas finalidades.

No TEMPLO QUIMBANDA CEIFADORES utilizamos a feitiçaria principalmente como forma de ataque à criação e também para atingir objetivos que abram o caminho para o grande alvo a se atingir que é a Liberdade do Espírito desperto.

BRUXARIA

A Bruxaria é em síntese o ato de se atingir o êxtase de formas arcaicas ou não, por meio de enteógenos ou não.
Este êxtase atingido pelo praticante é direcionado para que sua mente se desloque na própria dimensão , em outras dimensões, em níveis energéticos diferentes do que vive o praticante, nesta ou em outra dimensão, ou em seu próprio nível energético e este êxtase é utilizado para diversas finalidades como receber previsões e visões oraculares, desdobramentos astrais e etc..

Mas principalmente a Bruxaria é praticada para a expansão da consciência e ter contato com outras realidades, entidades e forças espirituais.

Na Bruxaria, tudo o que o praticante necessita é da sua disposição e coragem para que o se conhece como normalidade se esvaneça, quando a mente expandida entra em contato com o que existe ao redor em níveis multidimensionais e energéticos e mais ainda, quando a mente expandida do praticante entra em contato com suas próprias forças ocultas.

O fato é que utilizando ou não Enteógenos ou estando ambientado em locais específicos externos ou internos, o praticante de Bruxaria só necessita e depende dele mesmo.

As forças externas ao praticante, sejam fluxos de energia ou entidades, somente são conhecidas através do êxtase. E estas forças e entidades não podem ser controladas e não se submetem, o que ocorre é que sendo fluxo de energia, o praticante se esforce em compreender e utilizar estas energias e sendo alguma entidade, o praticante compreenda a história e o modo de ser da entidade e utilize este conhecimento como guia para o desenvolvimento de sua própria história, muitas vezes ganhando a simpatia da ou das entidades, mas sempre dependendo do esforço do praticante, pois tanto energias quanto entidades não farão nada mais do que já escrito acima.

No TEMPLO QUIMBANDA CEIFADORES desenvolvemos nossa Bruxaria com o objetivo de buscar o fluxo energético do Grande Verde Venenoso e dos Adversários da criação e encontrar as Entidades Adversarias, compreender o caminho que as levou a Libertação do Espírito. No TEMPLO QUIMBANDA CEIFADORES utilizamos o termo Xamã para o praticante da Bruxaria. Xamã por entender que é a palavra que melhor descreve o que fazemos e Bruxaria para contrariar o que atualmente se entende como xamanismo. Não utilizamos a Bruxaria para outra finalidade senão a de libertação do Espírito.

Finalizamos esta postagem com o firme propósito de afronta ao demiurgo e sua criação e como oposição a tudo o que utiliza da força do Espírito para manter a escravidão.

QUE NOSSA BRUXARIA SIRVA DE CAMINHO PARA O REINO DA ANTI-VIDA !

AUTO INICIAÇÃO

Existem um sem número de nomes para denominar o caminho percorrido ou a percorrer para o Espírito que iniciou seu despertar ou já desperto e ciente da sua escravidão buscar a Liberdade. Via Sinistra, o Caminho da Mão Esquerda, entre outras tantas denominações que estão por ai e com estas denominações as auto intituladas tradições, seitas, covens, ordens, correntes que assim como o TEMPLO QUIMBANDA CEIFADORES tiveram início em indivíduos que beberam do Grande Verde Venenoso e colocaram no papel, ou mais atualizadamente na Web, o que fizeram e fazem para após o grande despertar de seus Espíritos, atingir a Liberdade.
Obviamente Espíritos despertos que tomaram esta atitude o fazem em sintonia com os Adversários da criação, ou qualquer nomenclatura que tenham, colaborando ativamente com a estratégia de esvaziar da criação do valoroso Espírito que com sua energia a nutre e mantém, e esta atitude têm um alto valor, pois estes indivíduos arriscam-se a serem destruídos antes de conseguirem sua própria liberdade ao divulgarem seu caminho e correm o risco iminente de entrarem no radar dos asseclas do demiurgo.
Estes indivíduos que divulgam seus próprios caminhos dando origem às instituições já comentadas o fazem corajosamente e estão eles mesmo já em adiantado estado de libertação de seus Espíritos e já podem ser denominados Adversários da criação, mesmo ainda presos a matéria, pois já abandonaram o medo e abraçaram a Morte.

Ao Espírito que iniciou seu despertar ou que já desperto, inicia sua jornada rumo à Liberdade e retorno ao Outro Lado, o Reino Sem Fim da Anti Vida, deixamos esta postagem como alerta às armadilhas do caminho da Liberdade e afirmamos que a AUTO INICIAÇÃO É POSSÍVEL, desde que o Espírito tenha a disposição para isso e se liberte do medo, pois não há castigo superior ao de permanecer aprisionado na roda sem fim da escravidão da reencarnação, subjugado por maya a éons indefinidos até sua definitiva prisão, que é a fusão com o próprio demiurgo.

Sendo assim você Espírito que chegou até este site informamos que: sim todo ponto de partida é valido, todo conhecimento que é praticado é um firme e irretratável passo para a Liberdade.
Fazer ou não parte de qualquer instituição que seja JAMAIS lhe dará aquilo que busca, somente sua atitude perante o caminho é o que importa e você não precisa da permissão de NINGUÉM.

Se a sua caminhada o levou naturalmente a fazer parte de qualquer instituição, tradição, coven ou o que quer que seja, pois sim iniciações tuteladas têm seu valor, isto é ótimo, então seja ativo, pois fazer parte de alguma coisa enquanto aprisionado na matéria continua a ser ilusão e não lhe proporcionará a tão almejada Liberdade e desconfie daqueles que após você passar por uma iniciação formal querem te manter lá a todo custo, alegando que o conhecimento e a iniciação pela qual você passou só pode ser utilizada sob permissão ou somente naquele e para aquele local.

Incentivamos a você Espírito desperto que sim, experimente o que é melhor para você, pois somente você sabe. Beba do cálice do Grande Verde Venenoso e se participa de algum ajuntamento de Espíritos seja ativo e praticante, SEMPRE!
Bons conhecimentos estão aí para serem utilizados, não há regras a seguir, SOMENTE VOCÊ PODE SE LIBERTAR.
Não caia em armadilhas, pois continuará preso. Estude e pratique e pratique o que estuda, não peça ou dependa de permissão.

Esta é nossa mensagem a todos aqueles que despertaram e têm a coragem de caminhar seus próprios caminhos, utilizando a experiência de outros no inicio, mas que contribuem com a sua própria vivência para tornar-se ADVERSÁRIO DA CRIAÇÃO.

Possam encontrar com o TEMPLO QUIMBANDA CEIFADORES todos os que não querem amarras.